maxresdefault-7
Notícia Youtubers

Youtuber é alvo de racismo

Luan Marcos Custódio criou o canal Flopou a mais ou menos um ano e começou a fazer vídeos sobre músicas, relacionamentos e internet.

Em um de seus vídeos, em que falava sobre puberdade,  um usuário anônimo comentou xingando o youtuber. Entre os xingamentos, a pessoa chamou Luan de “macaco” e “preto escravo”.

“No começo, eu me senti muito mal, me senti meio que um lixo. Chorei bastante, mas depois eu parei e respondi a ele também. Minha primeira intenção era xingar ele de tudo quanto era nome, mas eu decidi não ser igual a ele, não fazer o que ele fez comigo, mostrar que eu sou uma pessoa diferente dele”, disse Luan durante uma entrevista.”Ele pode voltar a xingar outras pessoas. Minha mãe também ficou muito mal. Minha família, minhas tias, todo mundo ficou indignado, sofreu muito. E até por mim também, eu decidi que ele não poderia ficar impune. Ele tem que ser punido”.

dbfrppsi
Fonte: luan_marccos

Luan procurou a a e polícia e espera que o caso seja resolvido. O jovem disse que toda a família ficou muito abalada.

Muitas pessoas estão sendo vítimas de preconceito na internet e, por esse motivo, algumas associações antirracistas afirmaram, recentemente, que irão apresentar queixas legais contra as redes sociais Facebook, Twitter e YouTube, por não removerem esse tipo de conteúdo. De acordo com dados da SOS Racismo, o Twitter removeu apenas 4%, o Youtube 7% e o Facebook 34% do conteúdo racista.

“Tendo em vista os lucros do Twitter, YouTube e Facebook e o quão pouco eles pagam de impostos, a sua recusa em investir na luta contra o ódio é inaceitável”, disse o presidente o da UEJF, Sacha Reingewirtz em um comunicado.

 

Fonte: R7 e Exame


 

CURTA NOSSA PÁGINA!

ASSINE #FIXYOUTUBEBUGS!

PUBLICIDADE

SIGA A GENTE!

E-Consulters Web
Inline
Inline
Click to listen highlighted text!