Fontes: Taringa/Paramaker
Fontes: Taringa/Paramaker
Artigo de opinião Networks

O naufrágio da Paramaker

Um jovem que começou a produzir vídeos para a internet em 2010, que fez sucesso com o “Não Faz Sentido”, que teve o primeiro canal brasileiro a alcançar a marca incrível de um milhão de inscritos, Felipe Neto, inspiração para muitos, criou a Parafernalha e depois se juntou à Maker Studios para a criação da Paramaker.

Se você acompanha muito o YouTube com certeza já ouviu falar na Paramaker, a primeira network brasileira que prometia trazer muitos benefícios para o mercado nacional e colocar essa plataforma em um nível maior. Isso foi verdade durante algum tempo, muitos canais entraram na network, foram criadas campanhas junto aos youtubers, participação em eventos, workshops, além da época de ouro da editoria de canais de games da rede, a The Game Station Brasil, que teve um gigantesco crescimento se destacando nessa categoria e ainda oferecendo divulgação dos membros.

Muito se falava que essa era a melhor network, que tinha vários benefícios aos parceiros, mas isso se tornou passado. A partir de 2015, os canais da Paramaker começaram a observar uma certa inatividade relacionada à empresa, isso acabou resultanto – e resulta até hoje – em mensagens falando mal, pedindo a desvinculação, e até petições. Uma dessas foi criada por um pequeno grupo de youtubers insatisfeitos com a rede, em julho de 2015. A resposta à essa primeira petição foi rápida e resolveu alguns dos problemas citados nesse abaixo-assinado, que foi retirado do ar depois disso.

Fonte: AdNews
Fonte: AdNews

Em setembro de 2015 foi anunciada a compra da Paramaker por uma empresa da França, a Webedia, que administra vários sites, como o “Tudo Gostoso” e “IGN Brasil”. Falando nisso, a antiga TGS Brasil ficou parada durante meses no ano passado. Disseram que estavam passando por uma reformulação, o que é verídico até certo ponto já que a multinacional estrangeira decidiu unir a TGS junto à IGN e investir dinheiro na criação da “IGN Brasil Network”, que foi anunciada na BGS 2015 e não obteve quase nenhum sucesso. O público estava ansioso aguardando algo pelo menos no patamar da antiga The Game Station Brasil, porém se decepcionaram ao ver que a Paramaker perdeu aquele profissionalismo que tinha até então. Isso pode ser verificado ao acessarmos o canal de games e ele não apresentar atividades recentes. Parece que o grupo francês desistiu de produzir esse canal, ou pelo menos estão novamente reformulando ele.

No dia 17 de dezembro, a Paramaker demitiu diversos funcionários, dentre eles está Snaizen, Platina e Pit, que trabalhavam na empresa e eram os que davam a identificação ao canal da TGS. Visto isso, novamente o grupo de youtubers abriu uma petição, desta vez um pouco mais extensa explicando tudo sobre a insatisfação deles com a network. A rede não deu muita importância para isso, apenas denunciou o abaixo-assinado como “difamatório”.

Vale lembrar também que o atual CEO da empresa já conversou comigo e com o meu amigo Lucas Lopes (também da equipe do Universo Youtuber) por Skype. Foram quase 2 horas conversando sobre a network, a Maker Studios, a Webedia, o YouTube, etc. Nessa chamada ele nos disse que a Paramaker estava passando por dificuldades financeiras, já por outro lado, Felipe Neto (atual CCO) afirma no Facebook que ela não estava passando por nenhum problema econômico. No Twitter, no mesmo dia em que foi anunciada a demissão de alguns funcionários, Neto disse que a Paramaker “está na fase mais sólida de sua história”.

O suporte está parado, os parceiros abrem um ticket e não obtém respostas, a divulgação de canais no canal da IGN Brasil Network e no Facebook da rede também não estão funcionando, vários e-mails de funcionários da Paramaker foram desativados e quando tentamos entrar em contato a mensagem não é enviada. Além disso, nem Facebook e Twitter são atualizados e também não obtemos respostas por lá.

Podemos comparar com a BroadbandTV Brasil junto ao Controle 2, que são ativos nas redes sociais, respondem os parceiros, seja por Facebook, Twitter ou e-mail, além de divulgar alguns canais. Também possuem um lugar chamado “Universidade BBTV”, onde os membros encontram diversos conteúdos sobre o YouTube, incluindo tutoriais, vídeos, imagens e textos. Já na Paramaker, não podemos falar muito. Os único lugares onde faziam a divulgação dos parceiros eram no canal da antiga TGS Brasil e no Facebook da rede, ambos estão parados. Prometeram criar as áreas de “ganhos” e “analytics” faz mais de um ano e até agora nada. A parte de canais também está desatualizada.

Fonte: Central Paramaker
Fonte: Central Paramaker

Tínhamos o contato de suporte da Thaís Paiva, foi demitida, do Luccas Neto, foi demitido, do Bernardo, foi demitido. Todos que tínhamos contato foram demitidos. Procuramos pelo CNPJ da Paramaker, não o encontramos e também não tivemos resposta sobre isso.

A network fica com uma grande parte do valor gerado pela monetização dos nossos vídeos, isso já é um pouco ruim mas piora quando não oferecem os benefícios prometidos. Induzir youtubers a vincularem canais falando que eles terão suporte e outros benefícios e depois de um tempo eles pararem de oferecer esses serviços, é manipulação. Na nossa opinião eles deveriam desvincular os canais insatisfeitos da rede já que não estão trabalhando mais com os parceiros. Sabemos que temos contrato com a Maker Studios, mas iremos dar um exemplo: no começo a Paramaker prometeu que não teríamos suporte em inglês.

Fonte (vídeo): "Primeira network Brasileira - PARAMAKER"
Fonte (vídeo): “Primeira network Brasileira – PARAMAKER”

Já em 2015, eles pedem para que entremos em contato diretamente com a Maker para tratar sobre as questões do contrato.

ATUALIZAÇÃO: No dia da publicação desse artigo vimos que o Facebook da Paramaker foi retirado do ar.

Será mesmo que 2016 será glorioso? Exatamente na época em que vários membros estão insatisfeitos, em que vários canais estão deixando a rede, em que a Central está inativa, em que o suporte não funciona. Será mesmo que a Paramaker está na fase mais sólida de sua história? Talvez esteja na sua fase mais sólida de verba, não de serviço.

Criamos um grupo de insatisfeitos com a Paramaker, faça parte clicando aqui

 

Fonte: Paramaker

 

 

Lucas Anacleto

17 anos, CEO e idealizador desse extraordinário projeto dos deuses chamado Universo Youtuber e capitalista...sim, CA-PI-TA-LIS-TA! Tem algum problema?

  • Entrei pra paramaker em 2012 e vejo inatividade desde essa época. O baixo nível do youtube brasileiro se deve muito ao tanto de palhaçada que fizeram esse tempo todo e se fechar já foram tarde.

  • Kaleb

    A situação ta complicada, nesse caso seria um boa ideia sair da network?

    • Universo Youtuber

      Como foi dito, o contrato de todos os parceiros da Paramaker é com a Maker Studios. Leia o contrato e veja a data de término. Tem que esperar o contrato acabar e 30 dias antes notificar a Maker que você não quer renovação.

      • Kaleb

        Eu procurei mais não achei no contrato a data de término, poderia me dizer?

        • A partir do momento que você assinou o contrato ele tem a duração de 24 meses (2 anos) e depois é renovado de 1 em 1 ano. No caso você teria que ver qual é a data em que você assinou.

      • Fabio Negro

        mas se uma das partes não cumpre o combinado a outra parte pode exigir em juízo a quebra de contrato

        podem consultar um advogado que é garantido

        • Sim, é possível, mas todo processo assim tem que ser feito no estado da Califórnia nos EUA.

          • Fabio Negro

            no contrato a Paramaker está com os dados americanos?

          • Sim. O seu contrato é com a Maker Studios.

  • Thais Paiva

    Até dói o coração ler isso

    • Pois é. Os parceiros estão bem decepcionados com a Paramaker. Essa é uma matéria que eu nunca pensei que escreveria =/
      ~ RaptorSauro

      • ? Owl ☠

        Viu os ultimos vídeos do Bluezão? A Paramaker não deu um único suporte para ele..

        • Sim, nós vimos. Vamos esperar o pronunciamento da Paramaker, se eles não anunciarem algo bom aos parceiros nós iremos fazer uma outra matéria que pode estimular as pessoas a entrarem com um processo contra a empresa.

    • LL!

      Triste demais mesmo :'(

  • Igor Silvano

    Poxa vida! 🙁 mas qual seria no momento a melhor Network para conteúdo de entretenimento?

    • Marco Túlio

      amazingPixel, a network do jovem nerd. Mas poucos canais entram lá. é só quem eles realmente querem lá

    • ? Owl ☠

      Dizem que a BroadBandTV e a Fullscream são muito boas!

  • Thiago Silva

    Faltou humildade do Felipe Neto. Pra que sejam obtidas vitórias, por vezes temos de aceitar nossas derrotas e o discurso não condizente mostra o quão é despreparado pra gestão(Na verdade ele nunca aceitou que perdeu, seja no fiasco na globo, tretando com o castanhari, sendo alvo de pegadinha de nudes ou quando sacaneia clube de futebol alheio enquanto tá seu botafogo fazendo vergonha e sendo rebaixado). É só um nome famoso que ganhou notoriedade por esquetizar o haterismo que temos hoje em dia e que não possui requisitos administrativos algum para manutenção. Onde já se viu empresa sem CNPJ? Isso é atuação ilegal!

    Por exemplo, Flavio Augusto diferentemente dele nunca precisou ser Showoff, quando viu que sua Wise Up maturou, vendeu e se desvinculou, nos GVCasts ele dá lições de vida falando que já tomou decisões erradas, enquanto isso, Felipe Neto prefere comprar briga com todo mundo, sendo orgulhoso(no sentido ruim), provocando e distribuindo Blocks, sem considerar que o mundo dá voltas e uma porta fechada hoje pode nunca mais abrir num futuro.

    E quanto a Webedia no Brasil, só tenho a dizer que são visívelmente amadores e displicentes, só ver como as matérias são “desenvolvidas” no IGN Brasil, parecem ter sido feitas por crianças birrentas que não sabem separar o profissional do pessoal, BEM diferente da versão internacional, a qual tiro o chapéu.

    • Diogo Superior

      acredito q infelizmente falta humildade dele o tempo todo.

  • Gilberto Vitoria

    Meu canal é vinculado a Make Studio, nunca vi networks tao ruim a tempos que estou tentando me desvincular e eles nao deixam.

  • Gilberto Vitoria

    Eu acho que é uma coisa errada o youtube obrigar você a permanecer em networks que você nao quer a desvinculação deveria ser automática se uma das partes não esta satisfeita

  • Diogo Sobral

    no dia que eles iam se vincular com a ign Brasil quem tinha parceria já devia esperar pelo pior, no mundo todo apesar do tamanho a ign é a de pior suporte uma simples mercenária.

  • Pelo jeito tive sorte de não entrar pra ela. Quando pensei em entrar vi um vídeo do controle 2 e fui pesquisar sobre a BBTV, vi que muitos youtubers grandes faziam parte dela, e resolvi me juntar tbm

  • Sydney Filho

    Gostava muito do canal TGS Brasil , era muito bom , e ver que acabou tudo dá um aperto no coração…

  • Um dos métodos com sucesso que a Paramaker utilizava para ingresso na network seria a analise do formulário enviado pelo próprio Youtuber, isso fez passar a sensação de uma seleção natural de conteúdo visando o nível de qualidade dos canais.
    Porém a BroadbandTV está fazendo o contrário mandando o convite pra todos e na minha opinião não passa credibilidade em ingressar lá.
    Resumindo… a melhor parceria que você pode e deve fazer é o relacionamento com seu público.

  • NerdRalls ( NRC )

    É triste isso, eu tive que lutar muito pra sair da TGS, mas consegui, nunca mais quero passar pelo pesadelo que foi sair da TGS !
    Todo esse lance da Paramaker ta com cara de golpe, e dos grandes, desde quando os principais parceiros dela começaram a chegar em 1M de inscritos rapidamente (logo após a BGS de 2014, onde rolou uma treta que só os Youtubers da rede permaneceram no evento e todos os outros fora dele, no estacionamento) a network parou de dar suporte. Hoje os canais da antiga TGS estão monstruosos, um crescimento no minimo estranho ja que nenhum deles é algo surpreendente e inovador a esse ponto, mas acontece, eles crescem quase 1M por ano e a network deles nem se quer existe, vai entender !
    Eu não duvidaria se amanha ou depois descobrissem que essa empresa é uma empresa fantasma, ou no minimo com o rabo preso em alguma falcatrua !

    PS: Paramaker e TGS pertenciam ao mesmo grupo, a Maker Studios !

  • Matheus Antonio da Silva

    Opa brother, beleza? Eu ainda estou vinculado com a ParaMaker, faz muito tempo que não produzo conteúdos para meu canal, de certa forma estava cansado de produzir conteúdo. Por caso resolvi procurar mais sobre a ParaMaker, e tive a surpresa que já era, torno-se IGN Brasil. Meu contrato já venceu os dois anos. O quê você me aconselha fazer? Pelo que entendi, já era geral kkkkk! Cancelo a parceria? Obrigado pela atenção, abraço!

    • Provavelmente seu contrato foi renovado pra mais um ano. A Paramaker não existe mais, no máximo respondem algumas mensagens, mas estão passando a responsabilidade dos canais para a Maker Studios. O que eu aconselho você a fazer é ver em que dia você assinou com eles. Pra você conseguir sair da network é necessário enviar uma solicitação para eles 30 dias antes do prazo do contrato acabar. Fale com a Maker mesmo, em inglês.

  • Hikari .

    Agora entendo melhor os problemas reclamados. Bom, vcs pagam mensalmente e os serviços foram cortados. Podem montar um dossiê e entrar com processo pedindo a restituição.

    Reafirmo q, até onde vi, a network num consegue sabotar canal nenhum. No máximo pegar 40% do adsense. Então, asap, se desvinculem. Tá na cara q a Webedia já espera por isso e já desmontou a Paramaker preparando a falência.

    Um processo coletivo seria interessante, mas vcs moram em cidades diferentes, seria difícil coordenar, e a maioria ficaria nas mãos do advotado e de algum representante. Melhor mesmo entrar com processo individual na justiça especial. Pegue o contrato e processe usando a defensoria pública. Se alguém, como a Universo Youtuber, montar um dossiê q todos possam usar, ajudaria muito.

    Mas sinceramente, acho q nem vale a pena. Canais pequenos num ganham muito, e provavelmente até o processo andar a Paramaker já vai ter sido declarada falida. Pra processar a Maker Studios, com quem assinaram contrato, teria q arrumar advogado no USA!

    Então o melhor é mesmo assumir o preju e desvincular asap, e seguir a vida olhando pra frente.

CURTA NOSSA PÁGINA!

ASSINE #FIXYOUTUBEBUGS!

PUBLICIDADE

SIGA A GENTE!

E-Consulters Web
Inline
Inline
Click to listen highlighted text!