O influenciador digital Lucas Olioti, também conhecido por T3ddy, publicou um tweet em que demonstrou uma opinião enraizada de que o único tipo de cabelo que deve ser aceito é o liso, o que causou revolta em diversos seguidores acusando-o de discriminação racial e preconceito.

Lucas disse no tweet em questão – print abaixo – que seu cabelo pode ser oleoso mas pelo menos é liso. O comentário deu a entender que cabelo cacheado, crespo, pixaim e afins são inferiores ou não tão bonitos quanto cabelo liso e que este é o padrão de beleza. O tweet gerou respostas bastante negativas de seguidores que se sentiram ofendidos.

Lucas Olioti (T3ddy) é acusado de discriminação racial
Tweet que causou a polêmica

Para piorar a situação, ele bloqueou um usuário que deu sua opinião se posicionando contra o tweet de Lucas, argumentando que pessoas com cabelos diferentes do típico liso poderiam se sentir mal lendo aquilo. Lubabut disse: “Tu já parou pra pensar que tem gente que te acompanha que não tem o cabelo liso e depois de ver esse tweet tá se sentindo mal por achar que apenas cabelo liso é bonito? Custa zero centavos se por no lugar dos outros”.

Depois de ser bloqueado, o usuário publicou um tweet mostrando a situação e já recebeu mais de 7 mil retweets e apoio massivo da rede social. Outros criticam o usuário que foi bloqueado por expor a situação e taxam sua crítica como “problematização exagerada”.

Lucas Olioti (T3ddy) é acusado de discriminação racial
Tweet do usuário bloqueado por Lucas Olioti

O tweet original do print acima pode ser visto clicando aqui, porém apenas por seguidores autorizados já que a conta do usuário é privada (ou estava privada no momento em que esta notícia estava sendo redigida).

O influenciador deletou o tweet logo que o caso ganhou repercussão e publicou uma nova mensagem logo em seguida dizendo que ele tem o dom de chatear as pessoas sem querer, além de pedir desculpas; mas não deixou claro se disse isso em relação ao tweet anterior, o que também gerou mais críticas por se esquivar da situação sem pedir desculpas apropriadamente mencionando sobre o que estava se referindo.

  • Riven

    Pra mim isso já foi exagero demais. Foi super-interpretar uma citação que provavelmente nem teve a intenção de ofender. Claro que existe racismo enraizado, mas não tem como crucificar alguém por intenções que nem foram as dele verdadeiramente.

    E meu cabelo não é liso.