É cada vez mais habitual ver a Justiça envolvida em polêmicas com influenciadores digitais no YouTube. Agora, algo pouco comum é observar jornalistas entrando nessa briga e acionar meios jurídicos contra um canal da plataforma. Foi exatamente isso que aconteceu com o dono do canal Xbox Mil Grau, que ultimamente tem se destacado muito por reivindicar a neutralidade a jornalistas gamers.

De acordo com o influenciador Chief, dono do canal Xbox Mil Grau, ele está sendo processado por duas entidades. Um processo é movido por uma empresa que trabalha no ramo do jornalismo gamer e o outro por um jornalista de modo individual. Juntos, eles exigem uma indenização acima de 100 mil reais contra supostos danos causados.

PUBLICIDADE

“Independente se você concorda comigo, por exemplo no caso do “currículo gamer” da “gamertag”…se você acha bobagem, balela…independente disso o debate é válido, inclusive salvo o engano, podem me corrigir, uma das questões éticas do jornalismo é nunca proibir um debate.”

O canal XBox Mil Grau tem se destacado por reivindicar o “currículo gamer” a jornalistas, ou seja, provar que jogaram o jogo game que estão analisando em reviews. Este canal também critica a mídia que, de acordo com Chief, censura e cria notícias denegrindo a marca da Microsoft.

LEIA MAIS: Xbox Mil Grau: o inferno está cheio de boas intenções

“Se a gente fosse um canal totalmente insignificante, se não tivesse propriedade sobre o que a gente fala, se não tivesse argumentação nenhuma, eles simplesmente ignorariam.”

“Eles estão pedindo dinheiro, estão pedindo para tirar vídeos do canal, ou seja, estão tentando censurar o canal de alguma forma.”

Até o momento, os responsáveis pelos processos ainda não se pronunciaram oficialmente sobre o assunto.

 

Fonte: Xbox Mil Grau

  • Thiago Silva

    Não curto o XMG e muito menos tenho um Xbox, no entanto é inegável que existe uma ação por meio desses veículos de maior evidência em colocá-lo debaixo do tapete. Parta do ponto que a confusão iniciou entre Bruna Penilhas e um seguidor, e que dada a pergunta do seguidor, o Chief endossou o coro quanto a gametag, dado o cunho duvidoso publicado no já questionável site da IGN Brasil, visto que já esteve envolvido em polêmica ainda nesse ano em plagiar um youtuber gringo pra fazer review e colocar debaixo dos panos uma demissão(?).
    Por meio disso, a Bruna o quotou para chamar seus amigos jornalistas e foi onde começou o linchamento. Jornalistas como Guilherme Dias e Gustavo Petró buscavam justificativas fazendo analogias sem o mínimo senso. Ainda tivemos a intromissão de um cara alheio aos fatos e que só estava na busca pela treta Israel “Izzy” Nobre, inventando uma acusação de machismo ao Chief, que lucidamente não vingou.
    O AMX Gameplays(Salatiel) fez uma live comprovando que o ponto de vista da Bruna Penilhas é falho, pois na Review ela afirma categóricamente que o jogo só tem 2 níveis de dificuldade, quando na verdade eram 3, além de fazer afirmações controversas quanto ao jogo.

    Não bastasse isso, ainda teve o processo da Voxel ao Chief, que ele se deu ao trabalho de rasgar na BGS, e enquanto fazia gravações neste mesmo evento, ele fora censurado por uma equipe do site.
    Ainda não bastasse, a Voxel começou a bloquear gratuitamente qualquer um que fosse pró-XMG nesta causa, foram ao Phil Spencer e desvirtuaram a situação, estereotipando os pró-XMG de comunidade tóxica, e pior foram as intromissões de mais Youtubers após o embróglio com a Voxel, caso em especial de Alessando “Velberan” Marcolino, que é amigo de longa data de Guilherme Sarda(Ex-Voxel) e outros da empresa Voxel, e dada a circunstância se posicionou contra o Chief, e sem falar que não é preciso ir muito longe nos videos da web, que ele está sempre demonstrando um incômodo do que aconteceu à Voxel e a IGN. Mas ué? Por que deveria se incomodar com algo que ele não está envolvido?

    Outro Caso foi o do Ricardo Araújo Judice(Canal Capslock), que não bastasse também não ter nada a ver com o episódio e ter deixado claro que não queria envolvimento, faz um video em que passa 32 minutos chamando os jogadores que foram em favor do Chief de Pirralhos, Babacas, Imbecis, Idiotas, Preguiçosos, entre outras ofensas.

    Agora, para pra analisar. A Mídia é tão intocável assim, para que erros sejam relevados e quem os conteste seja severamente punidos nos autos da lei? Esses Youtubers estão tão mal assim ao ponto de defenderem com unhas e dentes um veículo que não deveria ter relação informal alguma para com eles no aspecto em ter de sair em defesa dessa mídia? A Concepção do Chief está tão errada assim? Será mesmo que o Jornalismo Gamer é feito por pessoas que tem paixão por esse nicho, ou tudo são apenas negócios?

    • Lucas Alves

      vc esta certo

    • Thiago Silva

      E como extra, para fins de curiosidade, deixo os autores dos processos e um link de um texto abordando o tema logo abaixo

      Texto sobre a crise no Jornalismo Gamer -> https://goo.gl/t8pD7k
      Jornalista do Uol Jogos -> https://goo.gl/EPwg8L
      Voxel (Grupo NZN) -> https://goo.gl/w5wsw6

    • Rafael Leal

      Cara… quem mexe no vespeiro… quer ser picado.
      XMG tá sustando contra qualquer um que fale que o XBox não é um console bom. Reclamar que Cuphead não tirou um 10 e depois vir falar que Uncharted 4 e Horizon Zero Down ele não conseguiu terminar por serem ruins na visão dele, é fanboismo extremo.
      Por mais que Cuphead seja foda tenha uma arte boa… não se comparar e nem é melhor como jogo em si aos supra citados…
      Depois vem falar que o Xone X tem tem o mesmo publico do PC… é idiotice… Se tem os mesmo jogos… como não tem?

      A mídia tá apoiando mais o PS4…. sim tá… como na geração passada ela apoiava mais o 360 e nunca vi reclamação dele.
      Então… ele não devia ter feito o escarcéu que fez… a pondo de fazer engenharia social para ter acesso a GT dos reviewers só poque eles não deram a nota que ele queria!

      Então sim… é bobeira chorar por review que não gostou e apoiar a pessoa que fez…
      Simples assim

      • alanfast .

        Ele não reclamou pq o cuphead não tirou 10 na análise. A menina deu nota 9 SEM ZERAR O JOGO, e ainda falou bosta dizendo que o jogo tinha 2 dificuldades, sendo que tem 3. Mas isso só se descobre ZERANDO O JOGO. Entendeu toda essa briga? É fazer resenha de jogo sem jogar, como assistir um filme pela metade e dar nota.

        • Rafael Leal

          Se for por esse mérito.

          Vamos ter que anular quase todos os reviews de Mario Odissey por exemplo…
          Todos de Demon/Dark Souls, Bloodborn,Final Fantasies e quase todos os RPGs
          Se tiver que zerar para dar review…

    • ジレン

      O Chief já roubou um cara no fórum de classificados da UOL, então mesmo que tenham feito isso com ele, injustiças e afins, acho bem merecido.

      Tópico de denúncia: http://beta.forum.jogos.uol.com.br/mensagens/?query=6073474&next=0005H68U30N

      comprovante de depósito da vítima: http://mais.uol.com.br/view/d1m24ex1xt4z/comprovante-04028D993866C8914326?types=A&

    • Victor Francesco

      Chief se mostrou uma pessoa de péssima índole e caráter, atacando os jornalistas e veículos de forma extremamente agressiva e pessoal, como foi o caso da live de 3 horas falando sobre as matérias do Voxel, na época TecMundo Games, de “Verdades inconvenientes sobre o console XXX”, onde, em diversos momentos, deixa de falar da matéria para, como eu já disse antes, fazer um ataque pessoal. Não é só sobre a gamertag essa polêmica, mas sim uma pedra no sapado que dura muito tempo.
      Se o cara acha que as atitudes dele vão passar em branco só por ser “um canal mil grau”, como ele mesmo diz, ele está enganado. O cara achar que está protegido pelo seu computadorzinho e tal, mas não está e, agora, é hora de pagar por suas ações. E qual a forma correta de pagar por isso? Com a justiça!
      Sobre ser uma comunidade tóxica, ele dissipa o ódio e faz com que seus inscritos, que o mesmo já chamou de minions em algumas ocasiões, tomem as mesmas ações. Não, não é ele que diz “vão lá e façam tal coisa”, mas ele tem uma influencia sobre essas pessoas e, assim, tenham as mesmas atitudes que ele.
      O pessoal da mídia não é perfeito, eles erram e devem ser cobrados, mas essa história de perseguição, “mídia intocável” e “sem gamertag, sem credibilidade” são idiotices criadas por ele e espalhada por pessoas que acabam caindo nas ladainhas dele.

  • o XMG não é confiável
    Ao contrario, eu como usuario do Xbox One me sinto envergonhado com um Youtuber desses

  • Gabriel Pinto Aquino Rego

    Xbox Mil Grau eh o câncer do facebook e do youtube. Qualquer critia que vc faz os caras enchem o seu saco com papo de ~passa gueimertegui~
    fdps chatos pra caralho

  • Felicetti

    XMG é uma lepra, estraga tudo que toca, mas é mais vergonha alheia ainda ver eles se sentindo censurados em processo por danos morais, que diabos tem uma coisa a ver com a outra? Dá pra censurar Ad hominem?

  • Diego

    eu sou favorável a esta luta por uma imprensa mais transparente, e o que gustava passarem a Gt/ID??? e o mais curioso que a negativa teve como desculpa a privacidade, mas para dar Twitter e Facebook, a narrativa mudou!!!

    a IGN Brasil é uma merda de jornalismo de segunda!!!!