O CONAR (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária) decidiu, recentemente, suspender um vídeo promocional de Felipe Neto. De acordo com o órgão, as regras da promoção não ficaram claras, o vídeo não deixava explícito que se tratava de uma propaganda e havia “apelo imperativo de consumo” a menores de idade.

Há cerca de dois meses, Felipe Neto, junto a seu irmão, lançou uma promoção para contemplar alguns de seus seguidores – majoritariamente crianças – com uma viagem a sua casa, localizada no Rio de Janeiro. Para participar, o inscrito deveria realizar ligações que estavam sujeitas a tarifas.

Descrição do vídeo antes da decisão do CONAR. (Foto: reportagem // New York Treta)

Apesar da decisão, o vídeo ainda se encontra disponível no YouTube. Felipe Neto não se pronunciou acerca do assunto até o momento, mas segundo a reportagem do canal New York Treta, após a decisão ser divulgada houve uma alteração significativa na descrição do vídeo.

PUBLICIDADE
Descrição do vídeo após ser divulgada a decisão do CONAR.

 

Fontes: O Globo e New York Treta